TOC TOC TOC…é o frio!

O friozinho vem chegando de mansinho e o pinhão começa dar o ar da graça. Este alimento, que é semente da araucária, deve ser festejado não só pelo sabor e a cultura que o envolvem, mas por ser um alimento poderoso! Ele vem sendo amplamente estudado e segundo alguns estudiosos da EMPRAPA, o pinhão é um estimulador da vesícula biliar pelo seu alto valor de fibras; auxilia no controle do colesterol e funcionamento intestinal e, por ter altas cargas de potássio, colabora na proteção cardiovascular.

É fonte de minerais como cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, cálcio e fosforo e é considerado carboidrato de baixo índice glicêmico. Além disso, quando cozido ou exposto ao calor, a semente absorve os pigmentos presentes na casca (aqueles com tom acastanhado) que são ótimos antioxidantes!

Gosto de acrescentar o pinhão no cardápio de inverno dos meus pacientes, das mais variadas formas: lanche da tarde, acompanhamento de grande refeição, pré treino ou petisco!

Em relação às quantidades, depende de cada individuo, mas de forma geral costumo indicar cerca de 10 unidades e sem exagerar no sal, ok?

Na receita de hoje eu acrescentei o pinhão em uma farofa que pode acompanhar almoço ou jantar ou até mesmo servir de lanche. Anota aí:

 

FAROFA FUNCIONAL COM PINHAO

Ingredientes:

6 castanhas do pará picadas

10 unidades de pinhão cozidas cortadas em laminas ou pequenas fatias

1 colher de sopa de gergelim

1 colher de sopa de girassol

1 colher de sopa de quinua em flocos

1 colher de sopa de aveia em flocos finos

½ cebola pequena

2 dentes de alho picado

1 colher de sopa de óleo de oliva

½ colher de sopa de colorau (opcional)

1 pitada de sal e temperos a gosto (manjericão, orégano)

Preparo: Leve ao fogo o óleo, as castanhas e o pinhão , após ficarem levemente dourados, misture os outros ingredientes. Em poucos minutos mexendo (2 minutos aproximadamente) a farofa estará pronta. Rende de 10-15 colheres de sopa.

 

 

 

 

 

 

 

Por Dr. Rafaela Dimbarre de Miranda

Nutricionista

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *