Cuidados no tratamento do hipotiroidismo

A tireoide (ou tiroide) é uma glândula endócrina localizada no pescoço, logo abaixo ao "pomo-de-adão". Ela produz 2 hormônios, tri-iodotironina (T3) e tiroxina (T4), que têm importância na regulação do crescimento, ciclo menstrual, fertilidade, sono, raciocínio, memória, funcionamento intestinal, força muscular, batimentos cardíacos e controle do peso corporal. O hipotiroidismo ocorre quando a tireoide produz uma quantidade insuficiente de seus hormônios (T3 e T4). Os sintomas Read more [...]

O Dr. Marcelo Fernando Ronsoni participou do Congresso Catarinense de Endocrinologia e Metabologia

O Dr. Marcelo Fernando Ronsoni participou do Congresso Catarinense de Endocrinologia e Metabologia nos dias 03 e 04 de julho e ministrou uma palestra sobre os pontos mais importantes em Diabetes Mellitus do tipo 2 do último Congresso da Associação Americana de Diabetes (ADA) que ocorreu no início do mês de junho deste ano em Boston, EUA. Read more [...]

Li sobre este tratamento na internet… Será que ele é bom mesmo?

Vivemos na era da informação. Fácil, rápida e ao alcance de todos. Mas cuidado: não confie em tudo o que lê ou ouve. Na área da saúde, informações equivocadas podem ter graves consequências. Na medicina tradicional, as recomendações de tratamento se baseiam em evidências. Mas de onde vêm estas evidências? De estudos científicos. Os considerados de melhor qualidade são os chamados "estudos randomizados duplo-cego controlados por placebo". O que isso significa? São estudos com Read more [...]

Dra. Simone van de Sande Lee coordenou o Simpósio de Neuroendocrinologia

A Dra. Simone van de Sande Lee coordenou o Simpósio de Neuroendocrinologia, que abordou o hipopituitarismo, a acromegalia e a hiperprolactinemia.

 

Dra. Simone, Dr. Marcelo e Dra. Cristina no Congresso Catarinense de Endocrinologia

Os médicos Dra. Simone, Dr. Marcelo e Dra. Cristina presentes no Congresso Catarinense de Endocrinologia, em Florianópolis. Ótimas aulas!

Diabetes Mellitus no paciente IDOSO!

Uma grande parte dos pacientes diabéticos em nossos consultórios tem idade avançada. Estima-se que 15 a 30% dos adultos maiores de 65 anos possuam Diabetes Mellitus (DM). Mas, se avaliarmos os pacientes com 75 anos ou mais, aumenta o número de indivíduos com alguma alteração na glicose e, muitos desses casos, não são diagnosticados. Os pacientes idosos são mais suscetíveis às complicações do DM. Em muitos casos, isto ocorre pelo maior tempo de evolução da doença, pela diminuição Read more [...]